Cia Vagalum Tum Tum reconta drama histórico de Shakespeare para crianças na premiada peça Henriques

0
255

Cia Vagalum Tum Tum reconta drama histórico de Shakespeare

Cia Vagalum Tum Tum reconta drama histórico de Shakespeare

Ministéro da Cultura e EATON apresentam:
Cia Vagalum Tum Tum reconta drama histórico de 
Shakespeare para crianças na premiada peça Henriques

 A peça mais recente da companhia faz temporada no Teatro Tucarena. Grupo tem proposta inédita de adaptar peças de Shakespeare para crianças com linguagem da palhaçaria, técnicas circenses e músicas executadas ao vivo.

 Reconhecidos pelo Globe Theater (teatro inglês do qual o próprio Shakespeare era um dos sócios) devido ao pioneirismo na adaptação de peças do bardo inglês para crianças, a Cia Vagalum Tum Tum acumula sucessos desde sua fundação, em 2001. Todas suas peças foram reconhecidas com os prêmios mais importantes de teatro infantil, como o APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) e Prêmio São Paulo (antigo Coca-Cola FEMSA). Henriques, inspirado na trajetória do Rei Henrique V, protagonista dos dramas históricos Henrique IV partes I e II e Henrique V, faz temporada no Teatro Tucarena a partir do dia 7 de abril, sábado, às 16 horas.

Com o pé sempre na estrada, a companhia contabiliza mais de duas mil apresentações para um público total que ultrapassa 400 mil pessoas em diversas capitais do Brasil, como Manaus, Rio Branco, Porto Alegre, Curitiba, Goiânia, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife, além de muitas cidades do estado de São Paulo e da capital. Em 2016, a trupe também esteve no Chile participando FAMFEST, um festival de teatro para a família em Santiago.

Fundada por Ângelo Brandini e Christiane Galvan, a companhia adapta textos clássicos de William Shakespeare por meio da linguagem do palhaço, técnicas circenses e música ao vivo.

Cia Vagalum Tum Tum reconta drama histórico de Shakespeare

Henriques, que ganha nova temporada, recebeu o Prêmio APCA 2016 de Melhor Espetáculo para crianças com Texto Adaptado e foi eleito o Melhor Espetáculo para crianças de 2016 pelo Guia da Folha. Em 2018 concorre ao Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem nas categorias Melhor Texto Adaptado e Melhor Ator coadjuvante (Val Pires).

No elenco, os atores Christiane Galvan (Henrique V), Val Pires (Falstaff), Thiago Andreuccetti (Pistola/Rei da França), Ivy Donato (Bardolfo/Catarina/Vizinha), Rodrigo Freitas (Henrique IV/ Mensageiro/Vizinho) e Wesley Salatiel (Músico / Mensageiro).

Os outros espetáculos da companhia são Othelito (adaptado de Othelo), O Bobo do Rei (Rei Lear), O Príncipe da Dinamarca (Hamlet) e Bruxas da Escócia (Macbeth). Todos os espetáculos receberam diversos prêmios e são sucessos de público e crítica.

Henriques
No espetáculo, o príncipe Henrique é um jovem que vive na companhia de seus amigos arruaceiros Falstaff e Pistola. Juntos eles fazem muitas estripulias e são muito mal vistos pelas pessoas da cidade. Seu pai, o rei Henrique IV, já está velho e muito preocupado com o destino da Inglaterra, já que seu sucessor, o príncipe Henrique, não parece muito interessado em tomar juízo e ser a pessoa responsável que todos esperam que ele seja como herdeiro do trono.
Próximo de sua morte, o rei faz com que o príncipe jure que será uma nova pessoa. Henrique faz o juramento, mas seu pai lhe diz que quando for rei ele deve atacar a França, já que os dois países estão em disputa por territórios há muito tempo. Ao se tornar rei, Henrique, que agora é Henrique V, cumpre suas promessas, e precisa abandonar a vida de fanfarrão e também todos os antigos amigos.

Trechos de críticas sobre a peça

“O que importa dizer aqui é o quanto é refinado e certeiro o talento de Brandini para enxergar nos textos do bardo um potencial a ser explorado no reino dos clowns, da palhaçaria, da linguagem de circo. O teatro como arte popular, bem ao gosto de Shakespeare. 

“Como ele gostava que fosse. Risos, trapalhadas, quiprocós, aventuras, desafios, batalhas – está tudo em cena graças também ao primoroso elenco da Cia. Vagalum Tum Tum. Henriques veio pra ficar. No panteão dos grandes espetáculos. Para todas as idades.” 

“A essência de Henrique V, na visão de Brandini, está na transformação radical do personagem Principal, que terá que passar de príncipe fanfarrão e inconseqüente a Rei responsável e corajoso. Para tanto, ficam perdidas pelo caminho amizades da juventude. Quer tema mais apropriado que este para fisgar o interesse dos jovens? A inteligência da adaptação foi centrar forças nesses assuntos que são muito caros a todos nós em nossos ritos de passagem para adolescência para a vida adulta: perder amigos, desfazer amizades, fazer escolhas ou seja, tudo isso que faz parte do que se chama “crescer”.

Dib Carneiro Neto (Crítico, jornalista e dramaturgo, para Revista Crescer, 2016, sobre o espetáculo Henriques)

“Val Pires (Indicado a Melhor Ator Coadjuvante pelo Premio de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem da cidade de São Paulo 2018) é o ator perfeito para interpretar Falstaff por que muda da água para o vinho na hora de aconselhar ora o príncipe, nas aventuras juvenis, ora o pai dele, sobre o futuro do reino. Thiago Andreuccetti também é flexível nos papéis de Rei e Pistola. A peça faz um jogo revelador das falas entre os personagens”.

Monica Rodrigues da Costa – Folha de São Paulo

Sobre Ângelo Brandini (Autor e Diretor)

Formou-se na Escola de Arte Dramática da Universidade de São Paulo, EAD/USP. É autor e diretor das peças Masmorra, Senhor Dodói, (FEMSA 2008 de Melhor Texto Adaptado), Othelito (Prêmio APCA e FEMSA 2007 de Melhor Texto Adaptado)  O Bobo do Rei (Prêmio FEMSA 2010 de Melhor Direção).  O Príncipe da Dinamarca (Prêmio FEMSA  2011 de Melhor Texto Adaptado), Bruxas da Escócia (APCA 2013 de Melhor Texto Adaptado, Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem 2013 nas categorias Melhor Diretor e Melhor espetáculo).

Faz parte desde 1994 dos Doutores da Alegria, onde é coordenador Nacional de criação e onde foi diretor e ator do espetáculo Midnight Clowns, apresentado em S. Paulo e Rio de Janeiro. Ministra Palestras-Shows sobre o trabalho dos Doutores da Alegria e da Cia. Vagalum Tum Tum para empresas, órgãos governamentais, instituições e universidades de todo o Brasil, América do Sul e Portugal. Foi criador, redator e intérprete do programa Cidadania no Trânsito, Rádio Pára-Choque, esquetes cômicas sobre trânsito na Rádio Eldorado, Prêmio APCA de inovação no rádio 2006.

 Como ator, participou de dezenas de espetáculos com diretores como Cacá Rosset (O Avarento), Celso Frateschi (O Macaco Peludo, Um Homem é Um Homem, O Banquete, Atiag e A Grande Imprecação diante dos Muros da Cidade, Tio Vânia, Don Juan ), William Pereira (La Chunga, em Miami e N. York), Gabriel Vilela, Roberto Lage, entre outros

 

Cia Vagalum Tum Tum reconta drama histórico de Shakespeare
Sobre a Cia Vagalum Tum Tum
 

A companhia surgiu em 2001 com o espetáculo homônimo Vagalum Tum Tum que contava a saga de um palhaço atrás de um vagalume.  O segundo espetáculo, Queluzminha, contava com dramaturgia de Marici Salomão e apresentava a história de dois palhaços em esquetes com técnicas “palhacescas” variadas e manipulação de objetos.

Em 2007 a companhia estreou Othelito, produzido e premiado pelo 11º Cultura Inglesa Festival como Melhor Espetáculo infanto-juvenil. Othelito ganhou também os prêmios APCA e FEMSA 2007 de Melhor Texto Adaptado.

No ano de 2010 estreia O Bobo do Rei, livre adaptação de Rei Lear de William Shakespeare e recebeu o Premio da Associação Paulista de Críticos de Arte de Melhor Elenco, FEMSA 2010 de Melhor Direção, Melhor Figurino para Christiane Galvan e Atriz Revelação para Tereza Gontijo.

Já em 2011 foi a vez da Cia. estrear O Príncipe da Dinamarca, livre adaptação do clássico Hamlet, de William Shakespeare, vencedora do Prêmio FEMSA 2012 de Melhor Autor de Texto Adaptado, que também rendeu ao ator Davi Taiu o FEMSA de Melhor Ator Coadjuvante em 2012 e Premio da Cooperativa Paulista de Teatro de Melhor Trabalho para o público Infanto-Juvenil 2011.

Em 2014, o grupo adaptou “Macbeth”, de William Shakespeare, transformando a peça no espetáculo infantil “Bruxas da Escócia”. A montagem venceu em três categorias do Prêmio São Paulo de Incentivo ao Teatro Infantil e Jovem 2014 (antigo Prêmio Femsa): Melhor Espetáculo Infantil, Melhor Direção e Melhor atriz Coadjuvante (Christiane Galvan). Ganhou ainda o Prêmio APCA de Melhor Espetáculo com Texto adaptado e foi finalista do Prêmio Governador do Estado na Categoria Arte para Crianças.  Os espetáculos da Cia. Vagalum Tum Tum compõem o ativo repertório e foram amplamente reconhecidos pela crítica especializada e pelos mais de 400 mil espectadores de todo o Brasil e Chile.

Ficha Técnica

Texto e Direção: Angelo Brandini. Elenco: Christiane Galvan (Henrique), Val Pires (Falstaff), Thiago Andreuccetti (Pistola/Rei da França), Ivy Donato (Bardolfo/Catarina/Vizinha), Rodrigo Feitas (Henrique IV/ Mensageiro/Vizinho), Wesley Salatiel (Músico / Mensageiro) e Michelle Gallindo (Stand in). Trilha original e Direção Musical: Fernando Escrich. Cenário e Adereços: Bira Nogueira. Figurinos: Christiane Galvan. Direção de movimento: Vivien Buckup. Iluminação: Giuliana Cerchiari. Fotografia: João Caldas. Produção e Administração: Marina Mioni. Realização: Cia. Vagalum Tum Tum.

Serviço

Espetáculo infantil Henriques. De 7 de abril a 27 de maio, sábados e domingos, às 16 horas, no Teatro Tucarena. Endereço: R. Monte Alegre, 1024 – Perdizes, São Paulo – SP, 05014-001. Ingressos: R$ 40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia). Classificação: Livre. Duração: 60 minutos. Capacidade: 200 lugares.

 

Lei de incentivo à Cultura

Patrocínio: Eaton

REALIZAÇÃO: MINISTÉRIO DA CULTURA E GOVERNO FEDERAL, ORDEM E PROGRESSO.

Cia Vagalum Tum Tum reconta drama histórico de Shakespeare

Assessoria de Imprensa

ARTEPLURAL Comunicação 
www.artepluralweb.com.br
www.twitter.com/arteplural
Facebook – Arteplural

Related Post

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of