Gestão omnichannel é chave para vender em marketplaces

Ferramenta que integra lojas físicas, virtuais e compradores é uma tendência do varejo que se baseia na convergência de todos os canais utilizados por uma mesma empresa

Por Carlos Alves* 

O cliente quer comprar determinado produto de uma loja pelo Whatsapp ou Facebook, mas o estabelecimento não estava preparado para atender a esse tipo de demanda. Ou então, viu um produto na loja física e gostaria de recebê-lo em casa, mas o local também não faz esse tipo de venda. Essas cenas são mais comuns do que se imagina. Como solucioná-las? A saída é estruturar uma operação omnichannel

Em uma era omni, na qual a velocidade é um fator relevante para o sucesso, ter bom planejamento e infraestrutura é tão fundamental quanto o investimento em uma Gestão Financeira omnichannel, onde o setor financeiro e o varejo precisam caminhar em igualdade para manter o equilíbrio das contas. Nesse aspecto, a tecnologia facilita – e muito – a vida dos gestores. Enquanto o fluxo de caixa era um documento de 20 páginas há alguns anos, hoje os indicadores estão em gráficos de fácil interpretação e extremamente bem desenhados. 

Organizar a gestão financeira de forma integrada e simplificada passou a ser uma questão de sobrevivência ao mundo interconectado. Elaborar o gerenciamento de preços, o fluxo dos pagamentos em boletos e cartões e a automatização da conciliação, portanto, passaram a ser mandatórios para que as empresas sejam capazes de gerir todo o seu fluxo de dinheiro. Para garantir uma boa administração e, por consequência, uma saúde financeira eficiente, é primordial que as lojas desenvolvam estratégias que favoreçam esse cenário, evitando trabalhar com margens muito baixas, frete grátis e antecipação de recebíveis. 

Além disso, é preciso alinhar todo o ciclo econômico da operação, integrando os recebíveis e os pagamentos aos fornecedores para que as compras de loja física, virtual, marketplaces e outros canais sejam unificadas, visando aumentar a quantia e manter um só estoque. Portanto, para sair da gestão tradicional e ainda ser capaz de atender todas as demandas mercadológicas da atualidade, é preciso – e fundamental – ir além do básico e automatizar os processos, manter o controle do financeiro e cuidar do gerenciamento de todos os canais. Juntas, essas ações podem se transformar em vantagens competitivas no mundo omnichannel. 

*Diretor de Marketplace da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) e do Magazine Luiza, Carlos Alves é um dos precursores dos shoppings virtuais no país, sendo o primeiro lojista e integrar sua loja em todos os grandes players do comércio eletrônico nacional. Carlos conquistou o Prêmio Ebit 2017, a mais importante premiação do e-commerce brasileiro na categoria de melhor marketplace.

Gestão omnichannel é chave para vender em marketplaces

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of