Médica Brasileira dá palestra sobre endometriose em Congresso no Canadá

0
554
Médica Brasileira dá palestra sobre endometriose em Congresso no Canadá

Médica Brasileira dá palestra sobre endometriose em Congresso no Canadá

Flávia Fairbanks, professora e ginecologista da Clínica FemCare vai apresentar estudo durante o 13º Congresso Mundial de Endometriose
A médica brasileira Dra. Flávia Fairbanks vai dar uma palestra durante o 13º Congresso Mundial de Endometriose, que acontece em Vancouver, no Canadá, entre os dias 17 e 20 de maio, e vai apresentar uma pesquisa inédita que culminou na tese de doutorado pela Faculdad
e de Medicina da USP e traz que pacientes com endometriose têm mais que o dobro de disfunções sexuais em relação à população sem a doença.

O levantamento apresentou os resultados a partir da avaliação de 583 mulheres, no período entre 2013 e 2015, com 254 pacientes com endometriose e 329 sem a doença. Na avaliação geral, 43,3% das pacientes com endometriose apresentaram disfunções sexuais, enquanto que na população sem a doença as disfunções ocorreram em 17,6%.

“Considerando que o número com mulheres diagnosticadas com endometriose no mundo é aproximadamente de 176 milhões, esse resultado é esclarecedor. O estudo informa aspectos específicos da função sexual dessas mulheres que permaneciam obscuros, e que motivaram a realização deste estudo”, comenta a especialista brasileira.

As informações geradas pela pesquisa abrem ainda caminho para um importante avanço no diagnóstico e tratamento da disfunção sexual ocasionada pela Endometriose. Estima-se que 10% da população feminina apresentam essa doença e, quando são estudadas populações específicas de mulheres com dor pélvica ou infertilidade, a prevalência pode atingir até 47% dos casos.

A endometriose caracteriza-se pelo implante, crescimento e desenvolvimento de glândula/tecido endometriais em localização fora do útero. Os principais sintomas da endometriose são representados por dor e infertilidade, relacionam-se diretamente com prejuízos na atividade sexual, mas aspectos específicos da função sexual dessas mulheres permanecem obscuros, o que motivou a realização deste estudo.

“A pesquisa pavimenta novas formas para a investigação da endometriose e sua relação com a disfunção sexual, sendo mais um passo para assegurar e efetivar o tratamento desse transtorno que aflinge milhares de mulheres”, ressalta a Dra. Flávia Fairbanks, professora e ginecologista da Clínica FemCare.

SOBRE O 13TH WORLD CONGRESS ON ENDOMETRIOSIS

O Congresso Mundial de Endometriose abrange temas que vão desde a patogênese, genética / epigenética, medicina de precisão e co-morbidades, até o diagnóstico, resultados reprodutivos e fisiologia da dor.

SOBRE A DRA FLÁVIA

Dra. Flávia Fairbanks, ginecologista do Hospital das Clínicas da USP e da Clínica FemCare. Graduada pela Faculdade de Medina da USP, realizou residência médica em Ginecologia e Obstetrícia no Hospital das Clínicas da FMUSP, foi médica preceptora da Ginecologia do Hospital das Clínicas da FMUSP. É Pós-graduada em Ginecologia do Hospital das Clínicas da FMUSP nos setores de Endometriose e Sexualidade Humana.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of